Precários em Portugal — Entre a fábrica e o call center ( organização do livro por José Nuno Matos, Nuno Domingos, Rahul Kumar)
Ciências Humanas e Sociais

Precários em Portugal — Entre a fábrica e o call center ( organização do livro por José Nuno Matos, Nuno Domingos, Rahul Kumar)



Em 2010, Portugal era o terceiro país da União Europeia com maior índice de precariedade laboral. Cerca de 23,2% dos trabalhadores por conta de outrem estavam ligados à sua entidade patronal por um contrato a termo ou por outro tipo de vínculo precário. Ao longo deste livro focam-se diversos casos que reflectem uma realidade que se impôs progressivamente nas mais diversas esferas laborais, da fábrica ao call center, do trabalho doméstico aos centros comerciais. Mais do que um mero reflexo de uma «batalha entre gerações», apresentamos aqui um conjunto de investigações que procuram interpretar o fenómeno da precariedade no quadro da evolução das relações de trabalho no nosso país.


Precários em Portugal: da fábrica ao call center
José Nuno Matos, Nuno Domingos e Rahul Kumar (org.)
edição conjunta das Edições 70 e Le Monde Diplomatique

Este livro inclui textos de vários autores publicados no Le Monde diplomatique — edição portuguesa e é o primeiro duma nova colecção de livros de bolso editados em parceria com as Edições 70.

Índice
• 1- «As faces precárias da flexibilidade» (Ana Maria Duarte)
• 2- «Desemprego: a política para lá do trabalho» (José Nuno Matos)
• 3- «Construção civil: precariedade e risco crescente de exclusão» (Maria Cidália Queiroz)
• 4- «Trabalho doméstico: singularidades de uma actividade precária» (Pedro David Gomes e Vanessa R. de la Blétière)
• 5- «Imigrantes e Precariedade Laboral: o caso dos trabalhadores de origem africana» (Sónia Pereira)
• 6- «O verde e a esperança: vivências da crise no Vale do Ave» (Virgílio Borges Pereira)
• 7- «O sistema nervoso: efeitos da precarização no operariado do Vale do Sousa»(Bruno Monteiro);
• 8- «O trabalho em centros comerciais: sobre uma pesquisa empírica» (Sofia Alexandra Cruz)
• 9- «Um centro comercial não é um centro comercial» (Rahul Kumar)
• 10- «Call Centers: à descoberta da ilha» (Fernando Ramalho e Rui Duarte)
• 11- «Call Centers: templos de precariedade (auto)imposta» (Marcos Pereira, João Assunção Ribeiro e Ricardo Costa)

Para adquirir este livro pode contactar  directamente o jornal Le Monde Diplomatique- edição portuguesa, através do e-mail [email protected]  ou contactando-nos pelo telefone 961 743 465 (desconto de 10% para assinantes do jornal).



loading...

- Acção Dos Precários Inflexíveis Num Call Center
Os Precá[email protected] Inflexíveis estiveram ontem à tarde no interior de um dos call center de uma das principais instituições bancárias do país. Foi uma acção de contacto com esses trabalhadores e trabalhadoras, num claro apelo à Greve Geral do próximo...

- Dois Anos A Ferver: Retratos Da Luta, Balanço Da Precariedade ( Lançamento Do Livro é Hoje, Dia 15 De Set., No Porto)
DEBATE e LANÇAMENTO do livro «DOIS ANOS A FERVER: RETRATOS DA LUTA, BALANÇO DA PRECARIEDADE»: Dia: 15 Setembro, terça-feira Horário: 22h00 Local: FNAC do NorteShopping, no Porto. Oradoras/es: - Henrique Borges: Sindicato dos Professores do Norte...

- Debate Sobre Os Novos Desafios Lançados Pela Globalização Ao Sindicalismo
O Le Monde diplomatique - edição portuguesa promove e organiza um debate em torno do dossiê «Sindicalismo e globalização: novos desafios» publicado no número de Fevereiro do jornal, actualmente nas bancas. O debate conta com a participações...

- Edição Portuguesa De Maio Do Le Monde Diplomatique
Le Monde diplomatique – edição portuguesa Maio de 2007 http://pt.mondediplo.com/ Índice de artigos Índice de artigos ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS FRANCESAS ● «Reconstruir» (editorial de Ignacio Ramonet) ● «Estranha "Primavera da democracia"»......

- Já Nas Bancas A Edição Portuguesa Do Le Monde Diplomatique Do Mês De Março
Índice do número de Março da edição portuguesa do Le Monde Diplomatique Voos secretos da CIA – por Ignacio Ramonet Dossier: Do Indígena ao imigrante - O «grémio da civilização»: do indígena ao imigrante – por Miguel Bandeira Jerónimo...



Ciências Humanas e Sociais








.